segunda-feira, 23 de julho de 2012

Brev(e)idade



longe
as manhãs de lava

a brisa quente

o riso azul
ágil

a duna em concha
lábios de pele

o corpo
leve
(s)em sobressalto

noites de mel

da lua
a chama
a verde claridade

da breve idade

o tempo

espuma

ave

[ frágil ]


Brígida Luz

2 comentários:

  1. Uma brev(e)idade desenhada com suavidade por um olhar de alma intensa...
    Belo!

    Beijo :)

    ResponderEliminar