quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Re.conjugação

Ser um ponto anónimo
no lado de fora.
Sentir as mãos salgadas
à espera de uma nova ordem ou de um novo
tempo.

Transcender
o peso do silêncio
na germinação da luz que novembro
vai apagando.
Guardar os relógios e inventar sorrisos
onde embrulhar a realidade.
Fingir-me palavra a repousar no peito
no lado de dentro
recolher nos olhos a reciprocidade
dos olhares.

Um dia saberás.

Brígida Luz
22.11.17

terça-feira, 21 de novembro de 2017

A filigrana dos sonhos



Penso em ti
à distância da voz
cíclica construção de azuis
aroma perfeito
a inventar promessas
inocentemente sufocadas
por dentro das veias.
Atravesso
a misteriosa filigrana
dos sonhos e apercebo-me
da luz a demandar
infinitos fugidios.
Dir-te-ei dos pássaros indomáveis
moldados nas lembranças.
Escrevo no olhar
ausências e regressos
e, em silêncio, retomo
o invisível gesto de amadurar o tempo
que me nasce dos dedos.

Brígida Luz

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

A memória das palavras

Certos dias concentro-me num ponto final.
Início e fim da linha
onde a eternidade se anuncia.

Tudo é efémero e chão. Quase vão.
O sol queima o tempo em que a luz se move
e resiste aos lamentos da cidade.

As sombras antecipam a orla do futuro
e avisam-me do envelhecimento das respostas.

Certos dias anunciam janelas abandonadas
e eu sigo a memória das palavras
em que os silêncios persistem.

Brígida Luz
16.11.17

domingo, 8 de outubro de 2017

De ti sei agora muito pouco

De ti sei agora
muito pouco. Sei a tarde mansa
a rua ferida de ausência soluçada

e a minha mente presa
a horizontes de ternura.

Junto aos meus olhos
palavras arrastadas
perguntas por fazer e a distância
imutável da tua voz que

[ ao acaso ]

se quisesse entranhar pela raiz das coisas
que transitam entre o sangue e as memórias.

Sobrevivem os verbos que relembram
entendimentos ou a geografia da claridade. Pousam-me
no presente
vivem-me por dentro

e

por momentos
vestem-me de tempos

como quem me despe da saudade.

Brígida Luz
08.10.17