sábado, 30 de junho de 2012

Baú

Há o tempo do encontro
esta mão-cheia de terra
em que me faço e completo.
Há a embriaguez
do amor
bebido em promessas de vento.
Há o sonho
alada música
em que o gesto se desprende.
Há um lugar nas palavras
para um sol
que não dá frutos.
Há uma tela de lembranças
aromas recuperados
cor a cor
traço a traço.
Há um grito
rouco
lento
e o silêncio não entende.

Brígida Luz
30.03.10

Sem comentários:

Enviar um comentário