sexta-feira, 2 de junho de 2017

A flor

Foto de BL



Um incêndio no traço
vermelho da tatuagem. A vida

em dois lugares do tempo. A chave irrecuperável
ou a visão assimétrica do tempo perdido.

A face branca das coisas a acontecerem
os movimentos de que um homem se orgulha.

A luz
ou a luminosidade de um nome impresso na pele

no ponto de encontro entre a vida
e a morte.

A flor novíssima que recusaste proteger.

Brígida luz
02.06.17

1 comentário: