quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Entre umas e outros

Eternamente grito impossível
teia de vento tecida
de sílabas de pedra

eternamente sombra
memória à saída das horas
criança que parte em silêncio

luta vazia
solo de esquecimento
árvore de luz pendular
entre umas e outros.

Hoje

[ como ontem ]

o céu é uma penumbra líquida

e o tempo a descer em folhas vermelhas
como se fosse um poema de outono

[ talvez o entardecer por dentro de mim. ]

Brígida Luz
05.11.15

2 comentários:

  1. Para a criança que parte em silêncio...
    https://www.youtube.com/watch?v=gcEW9jXvsNw

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada por estar aqui e me deixar este grandioso fundo musical :)

      Eliminar