quarta-feira, 4 de maio de 2016

Delírios

Encontrar um espaço azul
naquele ponto em que o tempo
para sob as águas.

[ Sombras suaves a flutuarem na luz ]

Deslizar de um corpo em forma de pedra.

Poder ser real
substância
imune às arestas das sílabas.
Serenar a alma
e ouvir o vento cantar.

Brígida Luz
04.05.16

Sem comentários:

Enviar um comentário