terça-feira, 26 de julho de 2016

A cidade envelheceu

Mas há ainda a pedra solta que fui

[ irrecuperável corpo solar ]

repartida entre céu e terra
quando mais do que o tempo
a vontade podia.

Intuí

[ tarde em demasia ]

a infertilidade dos dias
no circular movimento
do abrir e fechar
de paredes nuas.

A cidade envelheceu
nos troncos gastos das árvores

e há ramos a desistir
a desistir

um outono de silêncios

e a claridade nas veias
a luz
outras ruas

outras ruas
que me procuram.


Brígida Luz

Sem comentários:

Enviar um comentário