domingo, 23 de abril de 2017

Pousio do tempo

No grito ou no silêncio
que vai da palavra ao assombro do instante

imensa a ondulação do tempo
sem ontem
sem amanhã

o tempo suspenso na fragmentação da luz
espaço inscrito no nada

ou nova linha de partida.

O silêncio
um traço

ou um espaço atemporal

e a sombra a procurar o grito
a entrar pela luz adentro.

Brígida Luz
23.04.17

Sem comentários:

Enviar um comentário