sexta-feira, 18 de setembro de 2015

"Delete"




O tempo desgastado
entre clausuras e penumbras.

As paredes grafitadas de nomes e delírios
a abrirem janelas
fechadas para dentro.

Gavetas repletas de grandes planos
soletrando gestos distraídos.

Mas depois, o vento.

O que procura o vento
dentro de um retângulo branco?

Brígida Luz
18.09.15

1 comentário: